segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A Arte do Taiko





           






Encontrei muitas definições e  textos a respeito da história do taiko..  mas por algum motivo, achei que esse era o que mais valia a pena  divulgar.. concordo com ele , além de estar de acordo com o que ja aprendi nas minhas aulas de cultura japonesa e no que já pesquisei sobre o assunto.


Luana G. Mitto






 Taiko significa tambor na língua japonesa. É um instrumento que expressa sentimentos de alegria, ira, tristeza, prazer, dando-se a sensação de deslocar os nossos espíritos até os antepassados.
A origem do Taiko data-se da Era Joumon e Yagoi há dois mil anos e eram utilizados como meio de comunicação entre as pessoas que estavam em locais diferentes. Eram também utilizados em festividades religiosas e sociais, um valioso instrumento de comunicação com a alma dos antepassados e com os Deuses.

O uso militar do Taiko nas guerras, o “judaikô” serviam para animar os soldados, levantando a sua moral, marcando o ritmo das marchas. Sendo importante para minar o ânimo dos soldados inimigos dando sensação de que pelos atacantes eram muito mais numerosos pelo barulho que faziam a noite toda não deixando ninguém dormir por dias e dias.



Até nos dias atuais ainda existem vilas no Japão onde as horas são anunciadas pelo Taiko, mantendo a tradição milenar em vez de anunciar as horas por sirene ou sino.
O Taiko é uma cultura que tem por objetivo a manutenção da tradição, seus valores culturais e morais.
Fala-se em alma do Taiko (entenda-se, cultura do Taiko cuja finalidade constitui-se na confirmação da nossa vitalidade e do grito com os companheiros estimulando-se mutuamente para um viver melhor socialmente.

Assim, aos praticantes do Taiko a sua conduta disciplinar, social e moral são fatores fundamentais para ser companheiro e apoio aos parceiros com reciprocidade.
O instrumento Taiko vem sofrendo muitas mudanças após a Segunda Guerra Mundial, precisamente em 1951, por influência do Prof. Daihati Oguti que introduziu o toque coletivo ao Taiko dando sistema múltiplo, possibilitando o seu uso em concertos, inovando o mundo musical.

A vibração do Taiko som transmite a sensação de dinamismo aos praticantes e aos ouvintes, faz as pessoas se sentirem bem, sendo revigorados.



                                
Os percursionistas do Taiko deve ter como fundamento o lema:

- desenvolver um corpo vigoroso, sadio, a coragem, a determinação e o espírito inabalável;
- implantar o sentimento que preza o respeito ao próximo e a filosofia de humildade e eficácia;
- adquirir o respeito aos mais velhos, cooperação mútua, amizade, responsabilidade, união e cultivar o caráter e a dignidade;
- aprender a arte milenar japonesa do Taiko e herdar o valor deste folclore, cultivá-lo, preservá-lo e propagá-lo.

Os praticantes do Taiko devem tocar com o corpo e alma, não basta simplesmente ficar batendo no instrumento para simplesmente fazer barulho, isso qualquer um faz, não precisa estudar e nem ser disciplinado, mas deverá tocar a alma das pessoas que ouvem a sonoridade. Taiko é uma arte, pratica-se música e condicionamento físico, possibilitando o prazer, a serenidade, alegria com concentração.



texto (GRUPO BASTOS SHOURYUU DAIKO DA ACENBA)











"O taikô significa trazer boa sorte. Significa disciplina, amizade e uma relação mais cordial entre as pessoas. Em festividades, alegra o ambiente. Em cerimônias religiosas, chama os deuses. É uma tradição milenar que deve ser preservada. Nada é mais próximo da cultura japonesa que o taikô", afirma Joseph Yoshikazu Hamazaki, instrumentista e professor da escola Tangue Setsuko Taiko Dojo, na Vila Mariana, em São Paulo.
Cerca de 2 mil pessoas praticam o taikô no Brasil, sendo na grande maioria crianças e adolescentes entre 7 e 16 anos. Os estados que possuem mais jovens praticando são Paraná e São Paulo.


          
















História
Apesar de sua longa história como instrumento musical, o que conhecemos hoje é uma arte que surgiu após a Segunda Guerra Mundial. Ao longo da história, o taikô representou as mais variadas formas de expressão das necessidades e vontades humanas, dentre elas: religiosas, políticas, recreacionais e artísticas.
A palavra taikô tanto pode definir a música de percussão feita com tambores japoneses como o instrumento em si, de corpo circular, com membranas de pele bovina esticada e amarrada com barbante ou presas por meio de rebites.
Eles eram usados, inicialmente, para motivar as tropas, auxiliar a marcar o passo na marcha e para anunciar comandos e anúncios marciais, no Japão feudal. E por ser um povo essencialmente agrário, os japoneses usavam os taikôs em festivais e rituais para rezar e agradecer pelas boas colheitas. Mas, após a Segunda Guerra Mundial, sua função social sofreu uma mudança radical.
"No pós-guerra houve uma virada do taikô para as representações artísticas. Em 2002, 2003, aconteceu o boom. A partir daí, houve a popularização do taikô", afirma Gustavo Missumi.




"Vivir cada momento de la vida a plenitud"-jakucho setouchi